A SINDROME DE SJÖGREN

A SINDROME DE SJÖGREN



A Síndrome de Sjögren é uma doença autoimune crônica, em que o sistema imunológico do próprio corpo do paciente erroneamente ataca as glândulas produtoras de lágrimas e saliva. Os linfócitos infiltram-se por estas glândulas provocando diminuição da produção de saliva e lágrimas. Características principais: secura nos olhos e na boca. Pode também causar secura de pele, nariz e vagina e pode afetar órgãos do corpo, inclusive os rins, vasos sangüíneos, pulmões, fígado, pâncreas e cérebro. Fadiga e dor nas articulações podem comprometer de forma significativa a qualidade de vida do paciente.

Estima-se que quatro milhões de americanos tenham a Síndrome de Sjögren, muitos deles sem diagnóstico. Nove entre dez pessoas com Sjögren são mulheres. Embora a maioria das mulheres diagnosticadas costume estar na menopausa ou ainda com mais idade, a Síndrome de Sjögren pode ocorrer também em crianças e adolescentes. Mulheres jovens com Sjörgren podem apresentar complicações na gravidez.

No Brasil, não se sabe o número exato de portadores da Síndrome de Sjögren. A causa ou causas específicas da (SS) não são conhecidas, mas múltiplos fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos, hormonais ou suas interações.




Síndrome de Sjögren primária ou secundária:

Primária: ocorre de forma isolada, se há presença de outra doença de tecido conjuntivo.

Secundária: os sintomas são acompanhados de uma doença do tecido conjuntivo como artrite reumatóide, lupus ou esclerodermia.



FONTE: http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/13304




domingo, 24 de junho de 2012

RECADO PARA ROSANE, PALMAS PARA REGINA.









Eu não gosto de escrever direcionando o  que escrevo a alguém. Mas, hoje, vou fazer uma exceção.
Querida amiga ROSANE F, 43 ANOS, Portadora da Síndrome de Sjörgren, mas não destruída, hoje escrevo para você. Percebi o quanto o meu comentário sobre as idas ao dentista tocaram o seu enorme coração. Acho que, se pudesse, você sairia naquele dia mesmo em busca de um profissional que pudesse resolver o meu problema.
Fiquei tão sensibilizada com sua compreensão, que passei aquela noite pedindo a Deus que me iluminasse, para que eu procurasse e encontrasse a pessoa certa. E encontrei, Rosane!
Re-encontrei minha antiga dentista/amiga, Regina Coeli (Rainha dos céus), que não é a Rainha dos Céus, mas, se dependesse de mim, seria coroada a rainha dos profissionais em odontologia.
Sempre fez maravilhas em qualquer boca, e sempre se interessou pela minha, desde a primeira vez que fui ao seu consultório. Não tinha conhecimento da SS, mas iniciou várias e profundas pesquisas. Mais não encontrou porque não existe informação, não existem novidades nesse campo. Mas se tivesse, ela as teria encontrado.
E, quando há dois dias falei com ela, tive uma resposta incrível: "Essa boca, p.q.p., está cada vez pior. Mas nós vamos deixá-la muito boa".
Ela é como você, eu e muitas outras mulheres: não desiste nunca.
Saí ontem do consultório com duas coroas novinhas em folha (são ainda provisórias, claro) que me deram um grande alento. Meu sorriso já está melhor e minha gengiva, pasme, deu uma melhorada em 24 horas, que você nem vai acreditar.
Fruto do trabalho de uma lutadora que começou às 14 e 30 e só me deixou sair do consultório às 17 horas! Duas horas de trabalho meticuloso e principalmente de muito boas energias.
Beijos, Rosane! Ave, Regina!!! Nós, portadores de SS saudamos as duas. Bjks. Neli Alves
Comentários
2 Comentários

2 comentários :

ROSANE F, 43 ANOS, PORTADORA DA SÍNDROME DE SJÖRGREN, MAS NÃO DESTRUÍDA! disse...

Querida Neli,
Fiquei emocionada com o fato de ter de algum jeito contribuído com tua luta em manter sua saúde bucal. Que bom que encontrou a Dra dos nossos sonhos!!! Tenho certeza que essa sim vai querer o seu bem estar, pelo que vc mesma falou.
Engraçado como essa doença doida aproximou todas nós não é?
O mais interessante é que é super sincero pq nós sabemos o que a SS faz no nosso sistema e na verdade carecemos de companheiros e companheiras que nos entendam plenamente, que saibam que o que a gente passa não é fantasioso, nem paranóico. Até entendo pq a maioria de nós é perfeita, tem todos os membros nos lugares, então os outros nos olham e como disse bem a Tucha na entrevista pensam: -que isso...essa mulher bem vestida, falante, que faz graça tá doente? Que nada..quer chamar atenção talvez...ou coisa parecida.
Imagine que fiquei de licença duas semanas e que há 5 semanas venho tendo problemas respiratórios, daí que minha colega do trabalho que sabe da SS (tá careca de saber)falou da gripe que tá pegando todo mundo no Rio...eu pensei em falar, em explicar, mas fiquei cansada só de pensar nisso, então deixei ela pensar que to em casa 15 dias por causa de uma gripe forte..fazer né?
Essa é a parte mais desgastante, mas agora to tentando sair pelo escanteio, deixa o povo pensar o que quiserem, é menos cansativo pra nós..
Muito Obrigada pelas palavras especiais, por ter lembrado de mim e vc captou bem como eu sou..se eu pudesse eu realmente sairia correndo para te conseguir um bom profissional, só o que consegui até agora foram informações, mas agora vc está bem acessorada!
Saúdo vc Neli pela sua garra!!!
Bjs
e que Deus nos dê força pra mais esse dia!!!

Neli Alves disse...

Olá Rosane, obrigada pela visita!
As pessoas só acham que doente é quem tem câncer, aids, aqueles a quem falta uma perna, um braço, melhor dizendo, de um modo geral todos acreditam em "aparência". Você não precisa estar doente, se você aparenta estar doente!!!
Gente como nós, perfeitas como você e a Tucha disseram, não tem nada. Estamos sempre tendo que explicar tudo sobre a SS e alguns ainda duvidam.
Eu também ando cansada e tenho, cada dia mais, ficado "na minha". Prefiro não dar explicações e ficar me justificando. Obrigada por tudo, Bjks. Neli