A SINDROME DE SJÖGREN

A SINDROME DE SJÖGREN



A Síndrome de Sjögren é uma doença autoimune crônica, em que o sistema imunológico do próprio corpo do paciente erroneamente ataca as glândulas produtoras de lágrimas e saliva. Os linfócitos infiltram-se por estas glândulas provocando diminuição da produção de saliva e lágrimas. Características principais: secura nos olhos e na boca. Pode também causar secura de pele, nariz e vagina e pode afetar órgãos do corpo, inclusive os rins, vasos sangüíneos, pulmões, fígado, pâncreas e cérebro. Fadiga e dor nas articulações podem comprometer de forma significativa a qualidade de vida do paciente.

Estima-se que quatro milhões de americanos tenham a Síndrome de Sjögren, muitos deles sem diagnóstico. Nove entre dez pessoas com Sjögren são mulheres. Embora a maioria das mulheres diagnosticadas costume estar na menopausa ou ainda com mais idade, a Síndrome de Sjögren pode ocorrer também em crianças e adolescentes. Mulheres jovens com Sjörgren podem apresentar complicações na gravidez.

No Brasil, não se sabe o número exato de portadores da Síndrome de Sjögren. A causa ou causas específicas da (SS) não são conhecidas, mas múltiplos fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos, hormonais ou suas interações.




Síndrome de Sjögren primária ou secundária:

Primária: ocorre de forma isolada, se há presença de outra doença de tecido conjuntivo.

Secundária: os sintomas são acompanhados de uma doença do tecido conjuntivo como artrite reumatóide, lupus ou esclerodermia.



FONTE: http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/13304




terça-feira, 14 de janeiro de 2014

ENVOLVIMENTO PULMONAR NA SINDROME DE SJÖGREN (*)



(*) Traduzido de MEDIFOCUS DIGEST ALERT - Artigo do mês 

Amigos, não sou tradutora do inglês, mas com a ajuda do Dr. Google, consegui traduzir este artigo, que reputo de grande importância para aqueles que recentemente descobriram ser portadores da Síndrome de Sjögren, que amigavelmente chamamos de S.S.
"A Síndrome de Sjögren é caracterizada, principalmente, por dois sintomas mais comuns: boca seca e olhos secos .
Entretanto, conforme a doença progride, ela pode afetar outros órgãos do corpo. E o principal deles é o chamado trato superior (O trato respiratório superior é formado por órgãos localizados fora da caixa torácica: nariz externo, cavidade nasal, faringe, laringe e parte superior da traqueia.) e o trato inferior ( O trato respiratório inferior consiste em órgãos localizados na cavidade torácica: parte inferior da traqueia, brônquios, bronquíolos, alvéolos e pulmões. As camadas da pleura e os músculos que formam a cavidade torácica também fazem parte do trato respiratório inferior.)  
Estima-se que entre 9 % a 24 % das pessoas com a síndrome, já tiveram problemas do trato superior.
  • Crostas nas passagens nasais e hemorragias nasais, devido ao ressecamento, têm sido relatados por até 30% dos pacientes com Síndrome de Sjögren. A ausência de secreções nasais de proteção também podem levar ao desenvolvimento de sinusite crônica . 
  • A rouquidão também é um problema comum entre pessoas com síndrome de Sjögren, devido à secura das cordas vocais . Até 50 % dos pacientes têm também uma tosse seca constante que pode interferir com a qualidade de vida . 
Pessoas com síndrome de Sjogren podem desenvolver várias doenças mais graves que afetam o trato respiratório inferior e os pulmões. Estas condições incluem :
  1.  Bronquiolite folicular - uma inflamação dos bronquíolos - os galhos menores dos bronquios que distribuem o ar para os pulmões. A condição é caracterizada por uma tosse seca, bronquite recorrente, e falta de ar . 
  2. A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) - uma doença progressiva dos pulmões que faz com que seja difícil para a pessoa respirar . Os sintomas clássicos da DPOC são tosse crônica, que produz uma quantidade abundante de muco ( tosse do fumante ) e falta de ar. Apesar da causa mais comum da DPOC ser o tabagismo, estudos têm mostrado que algumas pessoas com síndrome de Sjögren que nunca fumaram também podem desenvolver DPOC. 
  3. Doença pulmonar intersticial - Refere-se a uma ampla variedade de distúrbios pulmonares, a maioria dos quais podem causar cicatrizes progressivas ( fibrose ) do tecido pulmonar . Quando o tecido de um pulmão normal é substituído por tecido conjuntivo fibroso , a capacidade funcional do pulmão é reduzida significativamente . Os sintomas que podem estar associados com doença intersticial pulmonar incluem tosse seca , falta de ar e dor torácica pleurística ocasional, devido à inflamação da mucosa que envolve os pulmões.
 Em resumo, as pessoas com síndrome de Sjögren primária podem desenvolver uma variedade de sintomas, sendo os mais constantes a tosse seca e a falta de ar, que podem ser sugestivos de envolvimento pulmonar. Estes sintomas , particularmente se eles se tornarem crônicos ou repetirem-se com frequência, sugerem uma avaliação adequada, incluindo um exame clínico, radiografia de tórax e testes de função pulmonar. Os melhores resultados no tratamento estão associados ao diagnóstico precoce e ao tratamento de complicações pulmonares da Síndrome de Sjogren."  (In: MEDIFOCUS DIGEST)
Espero haver colaborado para que tenham uma boa noção dos primeiros cuidados com a doença. Vejo vocês depois. Bjks. Neli Alves
Comentários
1 Comentários

Um comentário :

Anônimo disse...

É bom que as pessoas fiquem atentas ao formato das unhas, quando se tem doenças pulmonares elas ficam em forma de baquetas. Tenho a doença e perdi grande parte da capacidade pulmonar.