A SINDROME DE SJÖGREN

A SINDROME DE SJÖGREN



A Síndrome de Sjögren é uma doença autoimune crônica, em que o sistema imunológico do próprio corpo do paciente erroneamente ataca as glândulas produtoras de lágrimas e saliva. Os linfócitos infiltram-se por estas glândulas provocando diminuição da produção de saliva e lágrimas. Características principais: secura nos olhos e na boca. Pode também causar secura de pele, nariz e vagina e pode afetar órgãos do corpo, inclusive os rins, vasos sangüíneos, pulmões, fígado, pâncreas e cérebro. Fadiga e dor nas articulações podem comprometer de forma significativa a qualidade de vida do paciente.

Estima-se que quatro milhões de americanos tenham a Síndrome de Sjögren, muitos deles sem diagnóstico. Nove entre dez pessoas com Sjögren são mulheres. Embora a maioria das mulheres diagnosticadas costume estar na menopausa ou ainda com mais idade, a Síndrome de Sjögren pode ocorrer também em crianças e adolescentes. Mulheres jovens com Sjörgren podem apresentar complicações na gravidez.

No Brasil, não se sabe o número exato de portadores da Síndrome de Sjögren. A causa ou causas específicas da (SS) não são conhecidas, mas múltiplos fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos, hormonais ou suas interações.




Síndrome de Sjögren primária ou secundária:

Primária: ocorre de forma isolada, se há presença de outra doença de tecido conjuntivo.

Secundária: os sintomas são acompanhados de uma doença do tecido conjuntivo como artrite reumatóide, lupus ou esclerodermia.



FONTE: http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/13304




sábado, 25 de junho de 2011

NOVIDADES - direto de Vitória -ES

UMA OBSERVAÇÃO SOBRE A FOTO: Alertada pelo leitor Raphael, através de um gentil post, fiquei sabendo que esta foto -que no Google consta como sendo de Vitória, é na verdade da também linda cidade de Guarapari. Desculpem-me a falha, mas ainda não conheço bem o Espírito Santo. Terei tempo para aprender e amar ainda mais. Bjks. Neli


Algumas pessoas já sabem que eu estou em Vitória, essa linda capital do Espírito Santo. É uma espécie de férias. Ficarei aqui por algum tempo, ainda não sei quanto. 
Mas, aproveitando que estou aqui, minha filha resolveu procurar alguns especialistas que conheçam a SS. Assim, não ficarei sem me consultar.
Não sei se todos já leram o blog na íntegra. Eu conto sobre minhas terríveis experiências no campo odontológico.
Desde que me descobri portadora da SS, percebi que boca, gengivas e dentes tinham sido os mais afetados. Meus dentes tornaram-se móveis, para dizer a verdade balançavam para lá e para cá, até que alguns cairam "de maduros". Fiquei desesperada... afinal não era tão velha assim que pudesse colocar as famosas "dentaduras"... Entrei em crise.
Em 14.05.2010 eu escrevi: 
"Tenho que contar  que meus dentes estão caindo como se fossem dentes de leite. Basta um empurrãozinho (nem precisa do célebre cordão amarrado na maçaneta da porta - coisa dos meus tempos de menina).
Tudo muito bom, (...), se não fosse a resposta da dentista (não foi a primeira - essa é a 5a., 6a., sei lá que número, que eu consulto): vamos tratar da gengiva primeiro, para depois (DEPOIS!) reavaliar e saber se tratada a gengiva (pelo 4o. ou 5o. periodontista) podemos fazer alguma coisa!!!
Imagem do Google
Muito bom mesmo! Depois, significa daqui há 3 ou 4 meses e reavaliar para saber se podemos fazer alguma coisa, significa que, quando resolverem fazer mesmo alguma coisa eu já estarei com menos 3 dentes, que somados aos 3 que caíram nos últimos 2 meses serão 6, mais os outros que eu perdi no ano passado, serão 8 ou 9".
Pessoal, não é brincadeira. Ninguém quer ter um sorriso com "janelinhas". Ainda mais uma mulher que se considera bem aparentada,  madura, que trabalha, que tem contato diário com outras pessoas.
 Em 1º de junho de 2010, estive no consultório de minha antiga dentista (de antes do diagnóstico de SS), que me fez duas coroas de jaqueta -para fechar as janelinhas- e eu saí de lá bem animada. Voltei outras vezes, fiz algumas limpezas, restaurações, mas resultado mesmo não foi possível. 
Finalmente, chegou o ano de 2011, e no dia 7 de janeiro eu escreví mais um capítulo da novela  DENTES QUE BALANÇAM: 
"Deixei para falar sobre os dentes por último porque é o que mais me atormenta hoje. Acabei de chegar do dentista. Duas coroas cairam durante as festas de final de ano e eu as colei com Super Bond. Dois dentes naturais estão oscilando e podem cair a qualquer momento. A gengiva está "um horror" - palavras da dentista.
E (sempre há um "e" ou um "mas" na vida dos portadores de SS)... E, não há possibilidade de fazer um implante, "porque a gengiva certamente vai rejeitá-lo"! Usar próteses (inferior e superior) não me assusta, mas segundo a dentista, "sabe Deus qual será o resultado", e "pode haver rejeição", e "pode não haver líquido suficiente para formar o váculo que firma a prótese".
  Não sou do tipo desesperado, mas desta vez comecei a entrar em pânico. Hoje em dia já há os famosos implantes, e ela me diz que talvez não deem resultado!!! Não sabia o que fazer! Passava os dias pensando em alguma solução. Até que vim parar em Vitória.
Minha filha está morando aqui há quase 5 meses, e eu tenho estado com ela, neta e genro durantes algum tempo. Vou a BH e volto, porque ela ainda não tem uma ajudante que possa dar conta da casa e da minha neta.
Estávamos comentando sobre o estado dos meus dentes e ela, preocupada comigo, começou a pesquisar na Internet, à procura de um bom dentista. Leu e releu alguns artigos e sites, até que encontrou um profissional em Vila Velha e resolvemos ir até lá. Fiquei impressionada com alguns resultados de  seus trabalhos - vimos um portfólio- e também com a tranquilidade, sinceridade, honestidade com que ele abordou o meu caso: não é fácil, mas não é o pior que ele já viu. Não se mostrou desanimado, nem me desanimou. Pelo contrário, tudo que me disse foram verdades, mas sempre me mostrando que há alguns procedimentos inovadores e de resultados surpreendentes.
Já fiz os primeiros exames e estou aguardando resultados. Estou ansiosa, muito ansiosa. Mas espero que tudo aconteça da melhor maneira. Que eu possa fazer os implantes e que meu organismo reaja bem. Espero em breve mostrar me novo sorriso a vocês! Se Deus quiser.
Bjks. Neli Alves
Comentários
3 Comentários

3 comentários :

Bel Rech disse...

Sempre aparecem anjos em nossa vida, talvez essa seja seu anjo...que tudo dê certo!!!
Paz e bem

Raphael Potratz disse...

olá.

Coloquei "Vitória-ES" no Google, eis que me aparece esse blog...
A primeira foto NÃO é Vitória!
A primeira foto é a cidade de GUARAPARI/ES. Cidade a 40km da capital do Espírito Santo...

Obrigado...

Neli Alves disse...

Olá Raphael.
Obrigada por me alertar.
Um abraço, Neli Alves