A SINDROME DE SJÖGREN

A SINDROME DE SJÖGREN



A Síndrome de Sjögren é uma doença autoimune crônica, em que o sistema imunológico do próprio corpo do paciente erroneamente ataca as glândulas produtoras de lágrimas e saliva. Os linfócitos infiltram-se por estas glândulas provocando diminuição da produção de saliva e lágrimas. Características principais: secura nos olhos e na boca. Pode também causar secura de pele, nariz e vagina e pode afetar órgãos do corpo, inclusive os rins, vasos sangüíneos, pulmões, fígado, pâncreas e cérebro. Fadiga e dor nas articulações podem comprometer de forma significativa a qualidade de vida do paciente.

Estima-se que quatro milhões de americanos tenham a Síndrome de Sjögren, muitos deles sem diagnóstico. Nove entre dez pessoas com Sjögren são mulheres. Embora a maioria das mulheres diagnosticadas costume estar na menopausa ou ainda com mais idade, a Síndrome de Sjögren pode ocorrer também em crianças e adolescentes. Mulheres jovens com Sjörgren podem apresentar complicações na gravidez.

No Brasil, não se sabe o número exato de portadores da Síndrome de Sjögren. A causa ou causas específicas da (SS) não são conhecidas, mas múltiplos fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos, hormonais ou suas interações.




Síndrome de Sjögren primária ou secundária:

Primária: ocorre de forma isolada, se há presença de outra doença de tecido conjuntivo.

Secundária: os sintomas são acompanhados de uma doença do tecido conjuntivo como artrite reumatóide, lupus ou esclerodermia.



FONTE: http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/13304




domingo, 4 de maio de 2014


Arquivo Google

Todos sabem que vivo procurando novidades para os seguidores deste blog. Nesta semana, no grupo Sindrome de Sjögren do Facebook, uma pessoa postou um artigo do site CONSEJOS DE TU FARMACEUTICO . Entretanto, o artigo está em espanhol e eu tentei resumi-lo para nós, da maneira mais simples, já que entendo o que leio mas, não sou nenhuma tradutora do espanhol.
A Sociedade Espanhola de Reumatologia (SER ) lançou o projeto SjögrenSER , um cadastro nacional de pacientes com síndrome de Sjögren primária, doença auto-imune reumática sistêmica que geralmente afeta as glândulas exócrinas , causando a hiposecreção das mesmas.

O  objetivo do projeto é caracterizar adequadamente as manifestações clínicas, atividade da doença e danos cumulativos destes pacientes, como explica Drª. Mónica Fernández Castro , diretora do projeto SjögrenSER sob o IV Simpósio sobre sistêmica doenças Autoimunes da Sociedade Espanhola de Reumatologia.
O cadastro vai servir como base para projetos futuros e gerar uma espécie de "consórcio" dos centros com interesse na Sindrome, a fim de avançar nos estudos de uma das doenças autoimunes mais importantes.

Os pacientes poderão ser avaliados e tratados de maneira mais equânime. Atualmente, os dados existentes e os pacientes não são comparáveis,isto porque não existem normas para a classificação e nem uma metodologia única para diagnóstico e tratamento.

Os sintomas e qualidade de vida

De acordo com o especialista , é difícil estabelecer um número exato de pacientes com essa doença porque  ela vem sendo diagnosticada e classificada com base em diferentes critérios e padrões. No entanto, alguns dados sugerem que pode afetar 1-3% da população.

" A qualidade de vida do paciente pode ser muito afetada pela falta de um tratamento eficaz da doença; em muitos casos, só se  pode oferecer alternativas para tratar sintomas e essas são insuficientes " , explica a especialista. É essencial que haja uma gestão multidisciplinar e diálogo/coordenação entre os reumatologistas, oftalmologistas e dentistas.
Bom, meninas e meninos, isto bem que poderia vir a acontecer no Brasil, não é? Que a Sociedade Brasileira de Reumatologia fizesse um cadastro nacional dos portadores de doenças autoimunes e que houvesse uma política de tratamento multidisciplinar para todos. Alguém já pensou em se movimentar neste sentido?
Espero ter colaborado. See you, bjks. Neli Alves
Comentários
2 Comentários

2 comentários :

Ane Cristina Coelho disse...

Precisamos desse empenho.grata Neli bjks

Anônimo disse...

Acabei de ser diagnosticada e estou muito deprimida.parece que os profissionais nso se entendem , não mostram interesse em se comunicarem. O cadastro seria muito bom .